(31) 97560-9304 após ás 14H
contato@amdii.org.br

Perguntas para a Nutricionista


Perguntas para a Nutricionista

Respostas

 

Tem como evitar a doença tendo uma alimentação saudável?”

As Doenças Inflamatórias Intestinais são desencadeadas por uma interação entre fatores genéticos, imunológicos, fatores relacionados à microbiota intestinal bem como fatores dietéticos e hábitos de vida. Uma alimentação saudável pode contribuir para prevenção da doença, já que é um dos fatores responsáveis pelo seu desenvolvimento. Para indivíduos que já tem a doença diagnosticada, uma alimentação saudável e balanceada, com baixo teor de gorduras saturadas e açúcar, parece contribuir para manutenção da remissão da doença.

 

Meu caso é retocolite ulcerativa e faço uso de iogurte de banana. Traz algum benefício?”

Independente do sabor e da marca, o iogurte é uma boa opção para alimentação uma vez que oferece proteínas, cálcio e vitamina D. No entanto, sugere-se a opção pelo “iogurte zero” (de qualquer sabor e marca) uma vez que ele contém teor reduzido de gordura saturada comparado ao iogurte integral.

 

Tenho Crohn e também tenho dificuldade para ganhar peso. O que você me sugere como solução para essa dificuldade de ganhar peso?”

A doença de Crohn geralmente acomete o intestino delgado, local de maior absorção dos nutrientes proveniente da alimentação. Nesse caso é importante procurar um nutricionista capacitado para que sejam avaliadas questões como local da doença, fase da doença (remissão ou atividade) e hábitos alimentares atuais e assim, ser possível elaborar um plano alimentar que atenda às necessidades nutricionais do paciente e contribua para melhor absorção de nutrientes.

 

Em Doenças Inflamatórias Intestinais (DII) pode comer de tudo? Como saber se estamos com falta de alguma vitamina?”

As DII têm duas fases: atividade e remissão. Na fase de atividade são necessárias algumas restrições tais como fibras, açúcar, alimentos gordurosos e lactose, visando a melhora do quadro de diarreia. Na fase de remissão não há recomendação para restrição de algum alimento, no entanto, a tolerância de cada paciente deve ser avaliada individualmente. Deficiência de vitaminas e minerais (eletrólitos) devem ser avaliadas por exames de sangue.

 

O portador de RCU possui alguma restrição a alimentos ácidos? Em caso afirmativo, informe quais são esses alimentos.”

Não, ele não possui nenhuma restrição a esses alimentos, no entanto, deve-se considerar a fase da doença e a tolerância do indivíduo.

 

Qual tipo de alimento evitar em época de crise?”

Nessa fase, recomenda-se evitar o consumo de fibras (alimentos integrais, vegetais de folha, frutas com casca, sementes e frutas “laxantes” como mamão e ameixa), açúcar (açúcar de mesa, doces em geral, tortas doces, pães e biscoitos doces, biscoito recheado, wafers e afins), alimentos gordurosos (carnes gordas, frituras, preparações com alto teor de óleo, manteiga ou margarina, salgados em geral – tanto assados como fritos – dentre outros alimentos que contenham muita gordura) e alimentos que contêm lactose (leite de vaca e seus derivados).

 

O leite de soja é bom? Pode substituir o leite? Como posso repor o cálcio sem tomar o leite? O leite sem lactose é recomendado?”

Pacientes que não toleram o leite de vaca, pacientes que têm diagnóstico de intolerância à lactose e pacientes que estão com a DII em atividade podem substituir o leite de vaca comum e seus derivados pelo leite de soja e outros produtos à base de soja (por exemplo iogurte de soja e queijo de soja) ou pelos produtos “lac-free” (sem lactose). Ingerindo esses alimentos regularmente (duas a três porções por dia) é possível atingir as recomendações de cálcio diárias. A tolerância a derivados do leite de vaca como iogurte e queijo deve ser avaliada individualmente.

 

Verdura crua faz mal para doença de Crohn?”

Depende da fase da doença. Durante a fase de atividade elas não são recomendadas mas durante a fase de remissão elas devem estar presentes na alimentação pois são importantes fontes de fibras, vitaminas e minerais para nossa alimentação.

 

Sou portador de Crohn há 18 anos e quero saber se posso tomar Centrum e vitamina B12 injetável pois estou emagrecendo muito e com baixa de ferritina e de glóbulos brancos. Faço uso de azatioprina e no momento a doença está estável.

Quais alimentos devem ser evitados na DII?”

Nenhum alimento deve ser evitado na DII, no entanto, deve-se avaliar a tolerância de cada indivíduo e considerar a fase da doença. A necessidade de suplementação de vitaminas e minerais deve ser avaliada cuidadosamente pelo seu médico e pela nutricionista e exames de sangue para avaliar esses parâmetros devem ser solicitados.

 

O que você acha da utilização de suplementos como Whey Protein associado a atividade física?”

Mesmo para o indivíduo saudável (sem a DII) o uso de suplementos esportivos é desnecessário, uma vez que a alimentação saudável e balanceada fornece todo o aporte de proteínas e carboidratos necessários para o praticante de atividade física. Recomenda-se que seja realizada uma avaliação nutricional detalhada para devida prescrição do plano alimentar, conforme as necessidades do indivíduo.

 

Qual a interferência do leite no aumento do muco?”

A tolerância ao leite (e seus derivados) deve ser avaliada em cada caso. Presença de muco nas fezes pode ser um sinal de que a doença está entrando em atividade.

 

A doença pode ser controlada somente com alimentação?”

Existem estudos em crianças com DII que mostram que a atividade da doença pode ser controlada somente com a dieta via sonda (dieta enteral), mas ainda não existem estudos com esse mesmo resultado em adultos, portanto, medicação e alimentação devem estar associados e suas prescrições devem ser feitas por profissionais capacitados.

 

Existe alguma relação das crises de atividade da doença com a ingestão de doces?”

Sim, estudos já sugerem que alimentos com alto teor de açúcar e alimentos ricos em gorduras saturadas  têm relação com a indução da atividade da doença.

 

Tenho RCU há seis anos e até hoje, não sei bem, qual é a dieta correta para beneficiar o tratamento.”

A dieta na fase de atividade deve ser diferente da fase de remissão. A melhor opção é consultar com um nutricionista especializado para conhecer o que consumir em cada fase e as devidas quantidades, as quais devem ser sempre ajustadas de pessoa para pessoa.

 

Frutas com semente (goiaba) e frutas ‘quentes’ (manga) devem ser evitadas na doença de Crohn?”

Não devem ser evitadas, no entanto, deve-se avaliar a fase da doença e a tolerância do paciente, uma vez que são fontes de fibras.

 

Alimentos cítricos são prejudiciais a quem tem Doenças de Crohn?”

Não, no entanto a tolerância a esses alimentos deve ser avaliada.

 

Fator emocional faz com que a doença de Crohn entre em atividade?”

Sim, fatores psicológicos/emocionais são capazes de influenciar em qualquer doença, inclusive na DII.

 

Considerando que os remédios biológicos (adalimumabe e infliximabe) praticamente zeram a imunidade, pergunto: quais os alimentos, dias, devemos ingerir cotidianamente, que são próprios para aumentar a imunidade?”

Os agentes biológicos visam reduzir o processo inflamatório presente nas DII e podem ser acompanhados de redução da resposta imune. Alguns nutrientes estão relacionados com a melhora da imunidade, sendo eles as vitaminas D, E, B6 e C e os minerais zinco, selênio e ferro. Esses nutrientes devem estar presentes diariamente na alimentação. Procure um nutricionista especializado para elaboração de um plano alimentar saudável e balanceado e que busque ofertar todos esses nutrientes em suas devidas quantidades.

Principais fontes: Vitamina D – sol (tomar sol diariamente), leite e derivados (inclusive produtos lac-free); Vitamina E – castanhas, nozes, amêndoas, amendoim, sardinha, óleos (canola, girassol, milho, oliva); Vitamina C – frutas cítricas (laranja, acerola, limão, abacaxi, maracujá, kiwi, morango...), brócolis, rabanete; Vitamina B6 – alimentos integrais, couve-flor, banana, fígado, frango, peixes, nozes, uvas passas; Zinco e Selênio – castanhas, nozes, carnes magras, leite e derivados; Ferro – carne vermelha magra, vegetais de coloração escura (couve, brócolis), feijão. Se possível, alimentos fonte de ferro devem ser acompanhados de alimentos fonte de vitamina C para melhor absorção do ferro.

 

Retirando todo o intestino grosso, existe alguma consequência nutricional?”

Pode haver, no entanto, o impacto é menor já que grande parte dos nutrientes é absorvida no intestino delgado.

 

O Modulen, específico para doença de Crohn é um nutriente bom para ‘recuperar as energias’ da doença?”

O Modulen®, um produto desenvolvido pela Nestlé, contém em sua composição uma substância chamada TGF-β2, o qual, em teoria, está relacionado com a melhora da cicatrização intestinal. No entanto, poucos estudos usando o Modulen® foram desenvolvidos até o presente momento, sendo necessários mais estudos para avaliação de sua real eficácia na doença de Crohn.